SINTSPREV - Nossa História

Por muitos anos os movimentos de esquerda do Brasil e do mundo interpretaram o futebol como instrumento de alienação do povo. O antropólogo Roberto Da Matta em 1994, no entanto, ousou em falar de uma revolução, via transformação da vida em futebol. “Transplantando para a “realidade” as nossas atitudes no campo esportivo, comentava Da Matta, faríamos já uma revolução”. Iríamos exigir craques na Presidência, nos ministérios e no Congresso Nacional e teríamos que banir da vida pública todos os ladrões, maus atletas, jogadores inúteis e desinteressados. Todos seríamos conhecedores e respeitadores das regras do jogo. E, o mais importante, a torcida, ou o conjunto de cidadãos, teria consciência de seu poder como torcida e estaria sempre firme brigando por justiça para os fraudadores das regras e glorificando os bons jogadores, ou melhor, os políticos que realmente jogam em defesa de nossos interesses. A história de organização dos previdenciários que registramos aqui começa justamente com uma partida de futebol. Talvez o primeiro sinal de que este Sindicato viria definitivamente para tentar fazer essa transformação.

Novembro/1985 – Criação da Associação dos Servidores do Inamps -Ma, que teve como presidente Marinho Rabelo. Como o DREIMA, a ASSIMA firmou-se como entidade recreativa, que bem ou mal, serviria como pólo de aglutinação.

Junho/1987 – Realização de uma assembléia dos servidores do Hospital Materno Infantil, com a participação de várias entidades, entre elas a Associação dos Profissionais de Enfermagem (APREMA), Sindicato dos Assistentes Sociais (SAS), Conselho Regional de Assistentes Sociais (CRAS), Associação Brasileira de Enfermagem (ABEM) e da direção do HMI. Um documento foi elaborado e encaminhado ao presidente do INAMPS, Hésio Cordeiro, propondo participação dos servidores na elaboração e implementação das propostas institucionais; ampliação do debate sobre o Programa de Aperfeiçoamento e Humanização das Ações de Saíde no interior das categorias envolvidas; definição e implantação de um Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS); realização de concurso público para contratação de profissionais necessários ao atendimento das demandas do programa; isonomia salarial, igualdade de condições de trabalho e de carga horária para os profissionais do mesmo nível; e jornada de trabalho e de carga horária para os profissionais do mesmo nível; e jornada de trabalho de 30 horas sem prejuízos das vantagens instituídas pelo programa. Nasce aqui, de fato, a semente que viria se tornar o SINTSPREV.

Outubro/1987 – Assembléia geral delibera pela entrada do Maranhão na greve. O movimento paralisou por dois dias grande parte do INAMPS e alguns postos do INPS e IAPAS. Apesar de curta duração, a greve repercutiu nacionalmente por tratar-se do Estado do então Presidente da República, José Sarney, e serviu para a formação do Comando de Greve Estadual que assumiu a direção do movimento até 4 de fevereiro de 1988.

Fevereiro/1988 – Um passo fundamental. Nova assembléia geral toma deliberações muito importantes na história dos previdenciários do Maranhão, como a destituição do Comando de Greve Estadual e criação da Comissão de Articulação Estadual do Movimento dos Previdenciários (CAEMP). Com 10 membros em sua composição, foi plantada aqui a semente para a organização de uma entidade de base estadual que pudesse implementar no movimento uma linha sindical combativa, de luta, comprometida com os interesses da categoria. A CAEMP comandou a greve de 24 horas do dia 15 de março de 1988, mobilizou servidores do HUMI no enfrentamento à direção para impedir a implantação das 40 horas semanais, participou da Plenária Estadual dos Servidores Públicos e Estatais que organizou a greve de 3 e 4 de abril de 88 e realizou o I Congresso Estadual dos Previdenciários (I CONESP), no período de 8 a 10 de julho de 88.

Outubro/1989 – Com o direito de sindicalização conquistado pelos servidores públicos vislumbram-se novas possibilidades para o movimento dos previdenciários no Brasil e no Maranhão. Uma delas consolidou-se durante a realização do II CONESPS, de 18 a 30 de outubro de 1989, com a criação do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e Previdência no Estado do Maranhão – SINTSPREV/MA, tendo por base funcionários do EX-INAMPS e do INSS, com a proposta de ser uma entidade representativa, classista e democrática.

A nossa história não poderia ser construída sem a contribuição de muitos companheiros que estiveram conosco lado a lado nessa difícil jornada. Além dos trabalhadores que apostaram e acreditaram em nossas verdadeiras intenções, queremos agradecer especialmente às entidades APREMA, ABEM, SAS, CRAS, Associação Profissional de Nutricionistas do Maranhão, Sindicato dos Enfermeiros Duchistas, Massagistas e Demais Trabalhadores em casa de Saúde, SENGE/MA, STIU-MA, SINPRO, Sindicato dos Comerciários, COREN, FENASPS e a CUT, que naquele momento deram uma força decisiva para o nascimento e consolidação do SINTSPREV-MA.

Sala de Imprensa

SINTSPREVMA - Rua Silva Jardim, 513 - Centro | São Luís - MA
Tel.: (98) 3221 - 5925 / 3232 - 1937   e-Mail: sintsprevma@veloxmail.com.br

United Kingdom gambling site click here